Dores Crônicas

Ozonioterapia para hérnia de disco

O tratamento com Ozônio surgiu como uma nova forma de tratamento também para a hérnia de disco, principalmente para os casos onde a causa é relacionado ao peso excessivo, sedentarismo ou por pacientes que a adquiriram por passarem muito tempo trabalhando em frente ao computador. Essas situações juntas ou separadamente são as principais causas de problemas de colunas que, quando agravadas pela idade avançada, fazem com que surja a hérnia de disco ou hérnia discal. É possível afirmar que pacientes que sofrem com essa enfermidade, acabam passando por situações de muita dor e incômodos de situações periféricas e por efeitos colaterais como formigamento dos dedos das mãos e dos pés.

O que é exatamente a hérnia de disco?

A hérnia de disco acontece pelo desgaste excessivo dos discos inter-vertebrados, que são uma espécie de pequenos anéis fibrosos, que se situam entre cada vértebra da espinha humana. Eles são como um tipo de amortecedores, capazes de fazer com que nossos movimentos sejam suaves e silenciosos. Devido à idade e aos fatores ditos acima, esses discos perdem água ao longo do tempo e sua elasticidade. Dessa forma, parte do disco vertebral para a ser empurrado para fora da coluna, o que caracteriza, então, a hérnia de disco. Passa-se a ocorrer uma pressão nos nervos das proximidades, que ficam comprimidos. Esse processo causa dores horríveis, que dependendo da gravidade desta condição, se espalham para os pés, quadris e joelhos.

Os sintomas iniciais de Hérnia de Disco são:

Hérnia de disco na região lombar:

– Dor aguda em uma parte da perna, quadril ou nádegas;

– Dormência em outras partes;

– Dor ou dormência na parte posterior da panturrilha ou na planta do pé e pode ainda haver fraqueza nessa mesma perna.

Hérnia de disco no pescoço:

– Dor ao mover o pescoço;

– Dor profunda próxima à escápula ou sobre ela;

– Dor que se irradia para o braço, antebraço ou dedos (raramente);

– Pode apresentar também dormência nos ombros, cotovelo, antebraço e dedos.

Tratamentos para Hérnia de disco

Até então, os tratamentos eram feitos com acupuntura e fisioterapia, sendo que nos casos mais graves, há a opção da intervenção cirúrgica, o pode resultar em complicações, e até no surgimento de outra hérnia. Então, nesse contexto, surge a ozonioterapia com uma nova alternativa para sanar o problema.
Cientistas italianos e ingleses estão aprofundando os estudos para esta situação, mas para já, fica comprovado que o ozônio é efetivo como redutor da dor causada pela hérnia.

Ozonioterapia para coluna

Alguns estudos recentes mostram que o tratamento com ozônio pode ser usado em mais de 230 tipos diferentes de patologias. E um estudo clínico controlado e realizado em São Paulo, utilizando ozônio medicinal que publicado recentemente com 60 pacientes portadores de fibrose peridural, uma espécie de cicatriz dolorosa que se desenvolve em portadores de hérnia discal lombar, que foram tratados com ozonioterapia utilizando grupo controle para comparação de resultados, provou que o ozônio pode ser muito útil no tratamento de problemas de coluna. Dr. Mauricio Marteleto, médico membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia explica publicou recentemente um estudo com um resumo sugerindo que ela pode ser muito eficaz, além de ter grandes chances de ser superior aos tratamentos convencionais, como fisioterapia. Suas aplicações neste caso também variam podendo ser por meio de injeções nos pontos onde há maior incidência de dor. Como dissemos nos outros tópicos, a terapia é muito segura.

Benefícios do uso do Ozônio para tratamentos de coluna

– Custo benefício: é uma técnica mais barata do ponto de vista acadêmico e profissional.

– Segurança: não possui efeitos colaterais e tem pouquíssimas contraindicações.

– Pode ser usada como tratamento adicional: o tratamento convencional pode continuar e o ozônio pode ser usado como um auxiliar. Isso porque ele não reage com medicamentos ou interfere nessas drogas.

– Comprovação em diversos países e uso no sistema de saúde: Na Europa, a ozonioterapia é utilizada como tratamento principal há anos.

– Aplicação indolor sem intervenções cirúrgicas: nos casos onde uma intervenção é recomendada, o Ozônio pode reverter este quadro, evitando o procedimento. Além disso, ele não causa dor na aplicação.

Tipos de dores a serem tratadas:

– Dores lombares, causadas por má postura ou idade

– Dores na parte superior da coluna, que impede uma boa locomoção

– Dores devido à traumas ou rompimento dos ossos que não curam

– Dores de repetição

Ozonioterapia para fibromialgia

O que é a fibromialgia?

Antes de mais nada, devemos entender do que se trata a fibromialgia: ela é caracterizada por uma dor geral no corpo e muito cansaço. É uma condição músculo-esquelético, que também está relacionada a distúrbios do sono. Suas causas mais comuns são: sedentarismo por muitos anos, idade avançada, estresse como fator emocional agravante, rotina diária muito pesada ou excessivamente em única posição, traumas ósseos e genética, podendo ser levada por gerações. Geralmente, o desconforto aumenta com os anos e não tem cura, apenas alívio. Por isso, a terapia com ozônio tem intrigados os médicos: por ser a única que oferece satisfação quase que completa por parte dos pacientes e transforma a rotina.
Sintomas da fibromialgia:
Dores no corpo
– Tem uma taxa altíssima de recuperação: pacientes que fizeram uso da terapia relatam melhora significativa da dor, em poucos dias. Muitos apresentavam sintomas há anos. Pode-se afirmar que a terapia bem aplicada pode mudar a vida das pessoas.