Depilação a Laser…

Depilação a Laser...

Técnica contribui para diminuição dos pelos e pode ser feita em qualquer lugar do corpo

O que é a Depilação a Laser?

Depilação a laser é uma técnica de remoção progressiva dos pelos feita através da energia luminosa do laser. Os primeiros aparelhos para a remoção de pelos a laser surgiram na década de 1970, mas esta tecnologia foi, a princípio, ineficaz, muito dolorosa e limitada.
Porém, em 1983, Anderson e Parrisch introduziram o conceito de fototermólise seletiva (utilizado na depilação a laser), revolucionando o princípio físico do mecanismo do laser, levando a uma maior eficácia. Hoje existem diferentes tipos de laser capazes de promover a depilação progressiva.
Outros nomes
A técnica também é comumente chamada de depilação definitiva, no entanto, este nome é incorreto, pois a depilação não garante que os pelos não voltem a crescer. O melhor termo a usar é depilação de longo prazo.lação de longo prazo.

Como é feita a depilação a laser

O procedimento é realizado com o uso de um aparelho emissor de laser, imposto exatamente sobre os pelos a serem eliminados. Na depilação a laser, o alvo é a melanina, substância responsável pela coloração do bulbo e da haste do pelo, causando dano térmico mínimo ao tecido adjacente. Em pessoas muito sensíveis a dor, podemos utilizar cremes anestésicos.
Ao ser disparado o pulso de laser, ocorre a absorção dos fótons de energia pela melanina. O calor absorvido é liberado pelo bulbo e pela haste do pelo, causando uma destruição térmica das estruturas do pelo.
Os tipos de laser mais utilizados para fazer a depilação a laser são o laser Alexandrite, o laser de diodo (800nm) e o laser Nd:YAG (1064nm). A depilação a laser costumava ser dolorosa, mas hoje em dia já existem aparelhos que apresentam níveis baixos de dor ou nenhuma.

Indicações

A depilação a laser pode ser feita por qualquer pessoa que se incomode com seus pelos ou com os outros métodos de depilação, com a cera e a lâmina. Há indicações especiais para casos de foliculite (pelos encravados) tanto em virilha, que acaba manchando a região, quanto rosto, pernas ou qualquer outra região do corpo.
De uma forma geral, peles brancas com pelos grossos e escuros respondem melhor à depilação a laser, mas isso não quer dizer que quem não se enquadra nestas características, não pode fazer depilação a laser. Com o passar dos anos novas tecnologias foram criadas, até peles negras ou bronzeadas podem fazer.

Dermatologistas recomendam o uso de lasers Diodo e ND YAG com pulso longo para esses casos. A exceção é para quem tem pelos, brancos, ruivos e loiros - como a quantidade melanina é pequena, ainda não há boa resposta ao tratamento para estes casos, porém podem ser tratados, só necessitam de mais sessões.
Geralmente começamos a fazer a depilação a laser logo que houver incômodo para a pessoa, mesmo em casos de pré-adolescentes. Existem casos relatados na literatura de emprego da depilação a laser em crianças mais novas que apresentavam hipertricose congênita (pelos abundantes por razões genéticas) na parte baixa das costas (região lombosacral).

Cuidados antes e depois da depilação a laser

Antes da depilação a laser o paciente não pode estar bronzeado ou ter pego muito sol nos últimos dias. Por isso, a indicação que o outono e inverno são as melhores épocas para começar a fazer a depilação a laser.
Os especialistas revelam que o paciente não pode se depilar com cera, pinça ou nenhum tipo de depilação que retire o pelo do bulbo, um mês antes da sessão de depilação a laser.
Além disso, pessoa não deve se expor ao sol, deve usar protetor solar com FPS mínimo de 30 e sempre seguir as recomendações do médico.
Após a primeira sessão com o laser de iodo, a pele pode ficar um pouco mais irritada e mais avermelhada. "Podem surgir pápulas perifoliculares, que são as bolinhas em volta dos folículos, porém isso tudo é normal. Em questão de 24h, ou até menos, a pele já volta ao normal".

Contraindicação à realização de depilação a laser

Pessoas com infecções ativas nas áreas a serem tratadas não podem realizar a depilação a laser. Caso haja o crescimento repentino de pelos, deve ser realizada investigação hormonal anteriormente

Grávida pode fazer?

Gestantes não devem fazer a depilação a laser.

Resultados da depilação a laser

A axila é uma das áreas que tem melhores resultados com a depilação a laser.
Os efeitos são vistos desde as primeiras sessões, pois a cada sessão o paciente pode observar uma área de falha de crescimento dos pelos. As áreas que melhor respondem ao tratamento são virilha, axila, barba e perna. O buço, por ter pelos muito finos, e o dorso masculino, por ter espessura maior da pele, são as áreas em que os resultados se perdem mais facilmente. O pelo fino atrai pouco a energia do laser e a espessura da pele dificulta a chegada da energia ao pelo.
A dica que eu deixo é sempre ter uma avaliação com um dermatologista, com uma pessoa que realmente entenda e possa diagnosticar sua pele e seu pelo, para te indicar da melhor maneira possível o números de sessões e o laser específico.

Por que os pelos podem voltar?

Existem células chamadas stem cells (ou células totipotenciais) que podem produzir um novo pelo. Estas células não morrem durante a depilação a laser pois não possuem melanina, a substância responsável pela captação da energia. Algumas alterações hormonais - causadas pela gravidez, o início da menstruação e o uso de medicações - podem estimular essas células a originar novos pelos. Segundo a literatura, pode ser esperada uma redução de 74 a 84% dos pelos a longo prazo (em média 18 meses).