Quais são os benefícios para os pacientes?

Entre os benefícios estão: diminuição da morbidade de diversas doenças, ganho na qualidade de vida, reabilitação precoce do indivíduo, que pode retornar às suas atividades laborais e demais atividades da vida diária com menor custo sócio familiar, em especial os pacientes afetados por dores crônicas e diminuição dos efeitos colaterais associados à quimioterapia e radioterapia, dentre outros.

Em quais países a Ozonioterapia é prescrita por Médicos?

Na Alemanha, Itália, China, Rússia, Cuba, Portugal, Espanha, Grécia, Turquia, Polônia e em 32 Estados dos Estados Unidos da América do Norte. Os seguros médicos costumam reembolsar esse tratamento complementar na maioria dos países citados.

A Ozonioterapia possui Evidências Científicas Internacionais?

Sim, por isso é praticada há muitas décadas em vários países com a devida autorização dos órgãos de vigilância sanitária e normatização da saúde.

A Ozonioterapia é Segura?

Sim, extremamente segura. Podemos afirmar que a prática da Ozonioterapia é A MAIS SEGURA DE TODAS AS TERAPIAS MÉDICAS de todas as terapias médicas. Estudo realizado pela Sociedade Médica Alemã, na década de 1980, envolvendo 384.775 pacientes e quase 5 milhões e 600 mil tratamentos, evidenciou risco de complicações de apenas 0,0007%.

Possui Contraindicação?

A Ozonioterapia apresenta poucas contraindicações e efeitos secundários mínimos, quando indicada e realizada corretamente, por profissional médico ou dentista e equipe multidisciplinar com formação adequada.

Para quais doenças é indicada a Ozonioterapia?

O procedimento tem como objetivo tratar dores e inflamações crônicas (hérnia de disco, artroses de joelhos), infecções variadas (hepatites e herpes), feridas e queimaduras, bem como problemas vasculares. Recentemente, vem surgindo novas aplicações e seu uso vem sendo ampliado para o tratamento de autismo, derrames cerebrais isquêmicos, esclerose múltipla e como terapia de suporte para tumores malignos.

cerebrais isquêmicos, esclerose múltipla e como terapia de suporte para tumores malignos.

O que é a Ozonioterapia?

A Ozonioterapia é uma técnica secular que se utiliza da mistura dos gases de oxigênio e ozônio, gerando uma molécula altamente reativa (ozônio medicinal) que, em contato com o organismo, torna-se bactericida, fungicida e antiviral, dentre outras ações.

Se eu tomar Água Ozonizada obterei os benefícios da Ozonioterapia?

Não, a ingestão de água ozonizada não produz nenhum efeito sistêmico e não trata patologias, como tem sido divulgado erroneamente em alguns sites.

Não é indicado ingerir água com alto residual de ozônio, exceto sob supervisão médica, para algumas indicações específicas.

O ozônio medicinal é um recurso terapêutico que deve ser utilizado apenas por profissionais capacitados.

Posso usar meu equipamento portátil para fazer Ozonioterapia?

O ozônio para fins medicinais é diferente do ozônio para tratamento de água e desinfecção. Aparelhos comerciais produzem ozônio a partir do ar, que contém 78% de nitrogênio e não deve ser utilizado.

Para fins medicinais, é necessário um equipamento específico, que produza concentrações precisas, produzido a partir de oxigênio medicinal.

O ozônio medicinal é sempre uma mistura de ozônio e de oxigênio puro. De acordo com sua aplicação, a concentração do ozônio pode variar entre 1 e 100 µg/ml. Somente um médico com conhecimento específico pode determinar a dosagem de acordo com a indicação médica e a condição do paciente. Doses altas podem causar danos.

Jamais, sob nenhuma hipótese, deve-se utilizar equipamentos que produzam ozônio a partir do ar para aplicações terapêuticas.

Qual o tratamento mais adequado?

Dependendo da doença a ser tratada, avalia-se qual o melhor protocolo de administração. Muitas doenças de intestino, bexiga, próstata e ovários podem ser tratadas por via retal, com a administração de ozônio através de uma pequena sonda. Outras doenças devem ser tratadas através da ozonização direta do sangue. Algumas patologias articulares são tratadas por administração do ozônio dentro da própria articulação. O tratamento depende de cada caso e de cada doença.

Quantos tratamentos são necessários?

O número de tratamentos e a frequência com que são aplicados, depende da doença e estado do paciente. Porque a resposta do organismo aos tratamentos é gradual, são necessárias várias sessões para assegurar máxima eficácia. O recomendável são várias sessões até um máximo de 20, 2 ou 3 vezes por semana.

Como é aplicado?

A ozonioterapia, utiliza ozônio medicinal, que não é mais que a conjugação de dois componentes naturais e combinados entre si: Oxigênio puro (O2), e Ozônio (O3), produzido por equipamentos próprios (geradores de ozônio); genericamente à proporção de 95% e 5% respectivamente (as concentrações variam em função de cada caso clínico). É administrado por via intramuscular, intra-articular, retal, uretral, vaginal, subcutâneo, intradérmico.
Administrando o gás isoladamente, sangue ozonizado, água ozonizada, óleo ozonizado.

A Ozonioterapia é cara?

A ozonioterapia, uma terapia natural, onde não existe a administração de nenhum medicamento, é uma terapêutica econômica, se atender aos custos alternativos (antibióticos, anti-inflamatórios, etc.). Não obstante o número de sessões necessárias à eficácia terapêutica, ainda assim é uma alternativa mais econômica que outras possibilidades terapêuticas. É aconselhável uma consulta de avaliação prévia para determinar o protocolo adequado.

Só pessoas doentes podem utilizar a Ozonioterapia?

Não! O ozônio tem o poder de modulação do sistema imunitário, libertando protetores celulares, aumentando a resistência às doenças; o ozônio tem alto poder oxidante. Isto permite o combate ao envelhecimento das células e do organismo. Portanto, qualquer pessoa, em qualquer momento da vida pode usar a ozonioterapia para melhorar o seu metabolismo, a imunidade e a resistência às doenças.